Mês da Padroeira – Agosto de 2020

Veja alguns destaques do mês dedicado a Nossa Senhora da Assunção, nossa Padroeira. Devido à pandemia, este ano as atividades um pouco diferente das que estávamos tradicionalmente acostumados.

Live Musical

Assista o vídeo da nossa Live Musical, transmitida ao vivo em nosso canal no YouTube

Carreata por Águas Claras

Veja como foi a carreata por Águas Claras

Novena

Clique na imagem para baixar o folheto da Novena Preparatória em honra a Nossa Senhora da Assunção

Baixe aqui o texto atualizado no sábado 8/8/20.
Salve no seu celular para rezarmos juntos durante a Novena.

Concurso de Desenhos

Confira aqui a galeria dos desenhos do Concurso do mês da Padroeira 2020.

Solenidade da Ascensão do Senhor

[…] por que ficais aqui, parados, olhando para o céu? Este Jesus que vos foi levado para o céu, virá do mesmo modo como o vistes partir para o céu.

(At 1,11)

Participe da transmissão deste evento pascal da Ascensão do Senhor.

Transmitiremos a Santa Missa ao vivo em nosso canal do YouTube (clique aqui) e acompanhe as leituras no O Povo de Deus, o folheto litúrgico da Arquidiocese de Brasília:

24/05/2020 – SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR – edição nº 32

Adoração e benção do Santíssimo Sacramento

Neste dia 14 de maio o mundo inteiro, à pedido do Santo Padre o Papa Francisco, estará em oração para debelar o coronavírus.

Será um dia de oração, jejum e invocação a Deus Criador pela humanidade atingida pela pandemia.

Nesta quinta-feira, 14/05, às 18h30, teremos Adoração e bênção do Santíssimo Sacramento, suplicando a Deus o fim da pandemia. Em seguida, às 19h30, a Santa Missa.

Iremos transmitir através do nosso Canal no YouTube.

Vamos todos nos unir em oração e súplicas com a Santa Igreja. Compartilhe boas notícias!

Papa oferece 2 orações para o mês Mariano

Leia aqui a CARTA DO PAPA FRANCISCO A TODOS OS FIÉIS PARA O MÊS DE MAIO DE 2020

ORAÇÃO A MARIA (I)

Ó Maria,
Vós sempre resplandeceis sobre o nosso caminho
como um sinal de salvação e de esperança.
Confiamo-nos a Vós, Saúde dos Enfermos,
que permanecestes, junto da cruz, associada ao sofrimento de Jesus,
mantendo firme a vossa fé.
Vós, Salvação do Povo Romano,
sabeis do que precisamos
e temos a certeza de que no-lo providenciareis
para que, como em Caná da Galileia,
possa voltar a alegria e a festa
depois desta provação.
Ajudai-nos, Mãe do Divino Amor,
a conformar-nos com a vontade do Pai
e a fazer aquilo que nos disser Jesus,
que assumiu sobre Si as nossas enfermidades
e carregou as nossas dores
para nos levar, através da cruz,
à alegria da ressurreição. Amen.
À vossa proteção, recorremos, Santa Mãe de Deus;
não desprezeis as nossas súplicas na hora da prova
mas livrai-nos de todos os perigos, ó Virgem gloriosa e bendita.

ORAÇÃO A MARIA (II)

“À vossa proteção, recorremos, Santa Mãe de Deus”.

Na dramática situação atual, carregada de sofrimentos e angústias que oprimem o mundo inteiro, recorremos a Vós, Mãe de Deus e nossa Mãe, refugiando-nos sob a vossa proteção.

Ó Virgem Maria, volvei para nós os vossos olhos misericordiosos nesta pandemia do coronavírus e confortai a quantos se sentem perdidos e choram pelos seus familiares mortos e, por vezes, sepultados duma maneira que fere a alma. Sustentai aqueles que estão angustiados por pessoas enfermas de quem não se podem aproximar, para impedir o contágio. Infundi confiança em quem vive ansioso com o futuro incerto e as consequências sobre a economia e o trabalho.

Mãe de Deus e nossa Mãe, alcançai-nos de Deus, Pai de misericórdia, que esta dura prova termine e volte um horizonte de esperança e paz. Como em Caná, intervinde junto do vosso Divino Filho, pedindo-Lhe que conforte as famílias dos doentes e das vítimas e abra o seu coração à confiança.

Protegei os médicos, os enfermeiros, os agentes de saúde, os voluntários que, neste período de emergência, estão na vanguarda arriscando a própria vida para salvar outras vidas. Acompanhai a sua fadiga heroica e dai-lhes força, bondade e saúde.

Permanecei junto daqueles que assistem noite e dia os doentes, e dos sacerdotes que procuram ajudar e apoiar a todos, com solicitude pastoral e dedicação evangélica.

Virgem Santa, iluminai as mentes dos homens e mulheres de ciência, a fim de encontrarem as soluções justas para vencer este vírus.

Assisti os Responsáveis das nações, para que atuem com sabedoria, solicitude e generosidade, socorrendo aqueles que não têm o necessário para viver, programando soluções sociais e económicas com clarividência e espírito de solidariedade.

Maria Santíssima tocai as consciências para que as somas enormes usadas para aumentar e aperfeiçoar os armamentos sejam, antes, destinadas a promover estudos adequados para prevenir catástrofes do género no futuro.

Mãe amadíssima, fazei crescer no mundo o sentido de pertença a uma única grande família, na certeza do vínculo que une a todos, para acudirmos, com espírito fraterno e solidário, a tanta pobreza e inúmeras situações de miséria. Encorajai a firmeza na fé, a perseverança no serviço, a constância na oração.

Ó Maria, Consoladora dos aflitos, abraçai todos os vossos filhos atribulados e alcançai-nos a graça que Deus intervenha com a sua mão omnipotente para nos libertar desta terrível epidemia, de modo que a vida possa retomar com serenidade o seu curso normal.

Confiamo-nos a Vós, que resplandeceis sobre o nosso caminho como sinal de salvação e de esperança, ó clemente, ó piedosa, ó doce Virgem Maria. Amen.

Colabore: dízimo e oferta são sinais de gratidão

Dados bancários para doação do dízimo ou oferta:

Paróquia Nossa Senhora da Assunção
CNPJ 00.108.217/0111-54

Banco BRB (070)
Ag. 078   CC 000.193-1

Banco do Brasil (001)
Ag. 1887-2   CC 6012-7

CEF (104)
Ag. 2399 Oper: 003
CC 00000480-5

Chave PIX
00.108.217/0111-54


“Cada um dê conforme tiver decidido em seu coração, sem pesar nem constrangimento, pois Deus ama quem dá com alegria”
(2Cor 9,7)

Oitava da Páscoa: oito dias vividos como um só

Estamos celebrando a Oitava da Páscoa. São oito dias vividos e celebrados como um dia só.

Participe conosco! Acompanhe ao vivo a transmissão da Santa Missa pelo nosso canal no YouTube:

Seg. a Sex: às 19h30
Sábado 18/4: às 8h
Domingo 19/4 – Festa da Divina Misericórdia: às 11h

Compartilhe. Anunciar boas notícias também é evangelizar! Contamos com sua participação!

Nossa Senhora da Assunção, rogai por nós!

Carta aos paroquianos(as)

Brasília/DF, 21 de março de 2020.

Caros irmãos em Cristo e paroquianos da Paróquia Nossa Senhora da Assunção de Águas Claras, a paz!

Estamos vivendo esta Quaresma como um caminho que nos conduz à Páscoa, ao encontro com Jesus Cristo Ressuscitado, vencedor do pecado e da morte.

A Eucaristia é um meio preeminente e ordinário para esse encontro, porém, não é o único modo de nos encontrarmos com o Ressuscitado. Em tempos de exceção, Deus permite outros caminhos extraordinários para que se produza esse encontro.

Na história bíblica e na história da Igreja, temos épocas de exceção, nas quais Deus tem dado, por outras vias, o que o seu povo precisava.

Quando Israel está no Egito, sob opressão do Faraó, Deus, por meio de Moisés, dirige-se para libertar o seu povo, porque tem escutado o seu clamor (Ex 3,7). Ao preparar a última das pragas, Deus diz ao povo para celebrar a Páscoa e que nesse dia se estabeleceria um memorial perpétuo, que deve ser celebrado como festa do Senhor, de geração em geração (Ex 12,14); porém, durante quarenta anos de permanência no deserto, o povo não pode celebrar a Páscoa, somente voltariam a celebrá-la uma vez que, tendo passado o rio Jordão, se encontram na Terra Prometida. Durante o período de estadia no deserto, Deus permanece perto de seu povo, dando-lhes comida e bebida, assim como sua Palavra, de modo que o povo entenda que “O homem não vive apenas de pão, mas que o homem vive de tudo aquilo que procede da boca de Deus” (Dt 8,3). Desse modo, podemos saber que, em tempos extraordinários, a Palavra de Deus se converte em nosso alimento.

Lembro de um fato “miraculoso” da história da Igreja: refiro-me aos cristãos do Japão. O Evangelho chegou naquele país na segunda metade do século XVI e, rapidamente, desencadeou uma persecução religiosa que contribuiu para o martírio de muitos cristãos que ali viviam, incluindo missionários estrangeiros e fiéis japoneses. Essa perseguição religiosa fez com que, na metade do século XVII, não houvesse mais Padres naquelas terras e, consequentemente, se fez impossível a celebração dos sacramentos da Eucaristia e da Reconciliação. Quando o Japão voltou a se abrir ao Ocidente, no final do século XIX, os primeiros missionários que chegaram naquelas terras descobriram que a fé não havia morrido e encontraram milhares de cristãos que tinham conservado a fé, durante mais de dois séculos, sem a presença de ministros ordenados. Como sobreviveu a fé? Graças à lembrança de alguns textos bíblicos, a uma catequese sobre a confissão e a uma oração memorizada da contrição e do arrependimento (que rezavam em casa cada vez que eram forçados a participar em atos pagãos ou de apostasia) e graças também a uma profecia de 1660, clamada “do catequista Sebastião”, que dizia que, em sete gerações, chegariam barcos com os confessores.

Digo-vos isso para vos mostrar que, em tempos extraordinários, é possível viver sem a participação da Sagrada Eucaristia, porém, sobretudo, para vos mostrar que se trata de um tempo em que o convite a escutar e a acolher a Palavra de Deus é vital para a sobrevivência da nossa fé.

Neste tempo, é de suma importância ficar em casa, como nos tem sido indicado pelas autoridades civis.

O nosso Administrador Apostólico, Cardeal Sérgio da Rocha, atendendo ao pedido das autoridades civis, tem-nos pedido para cancelar toda celebração e culto presencial, enquanto vigorar esta situação, até que nos seja indicado poder voltar a celebrar a Eucaristia dentro dos templos.

Enquanto durar esta situação, a Igreja nos propõe diversas formas de orações e celebrações, nas quais podemos viver a nossa fé. Temos a Liturgia das Horas, a reza do Santo Terço, a Via-Sacra, o Terço da Misericórdia, etc. Especialmente incentivamos a oração em família.

Na nossa Paróquia, celebraremos a Santa Missa sem o povo todos os dias, nela pediremos por todos que não podem estar presentes, assim como pelos enfermos, pelos profissionais que estão se dedicando à erradicação do vírus, assim como pelos que estão cuidando dos infectados e por suas famílias. Amanhã, domingo, transmitiremos a Santa Missa, às 11h00, pelas redes sociais. Pedimos que, se possível, possam assistir à Santa Missa diariamente pela TV ou por outros canais.

Aqui em casa todos estamos bem, peço que continuemos juntos na oração, rezando uns pelos outros, unidos a Maria, Mãe de Jesus, que nos momentos difíceis nunca perdeu a esperança e que hoje, desde o Céu, nos anima a permanecermos firmes na fé.

Comunico-vos, também, que a Igreja permanecerá aberta para a oração individual, sem aglomerações, assim como para as confissões.

Que Deus vos abençoes e que Nossa Senhora da Assunção vos proteja! Rezem por nós.

Atenciosamente,

Padre Manuel
Padre Isaac
Padre Everton
Diácono Paulo Henrique
Seminarista Luciano

Transmissão ao vivo da SANTA MISSA

Acompanhe a transmissão ao vivo da Santa Missa na Paróquia Nossa Senhora da Assunção pelo nosso perfil nas redes sociais Instagram ou Facebook:

www.instagram.com/paroquiaassuncaoaguasclaras

www.facebook.com/paroquiaassuncaoaguasclaras

Conforme as orientações pastorais da Arquidiocese de Brasília, as missas presenciais estão suspensas até 5 de abril de 2020 ou enquanto estiver em vigor o decreto do Governo do Distrito Federal nº 40.539, de 19 de março de 2020, como forma de prevenção da propagação do CoronaVírus (Covid-19).

Mensagem do Pároco (20/3/20)

Hoje o evangelho fala do primeiro mandamento (Mc 12, 28b-34). Amar a Deus e amar ao próximo. Se tomam estas medidas extremas para tentar parar a transmissão do vírus e evitar que outros nos passem, é uma forma de amar a Deus e ao próximo.

Se Deus deu a vida em Cristo se sacrificando, vejamos isto como um sacrifício. Lembremos que Deus prometeu: Eu estarei convosco todos os dias até o fim do mundo.

Momento para rezar mais. Amar mais. Ajudar o outro ainda mais.

Pe. Manolo Sánchez

Evangelho (Mc 12,28b-34)

Naquele tempo, 28b um escriba aproximou-se de Jesus e perguntou: “Qual é o primeiro de todos os mandamentos?” 29 Jesus respondeu: “O primeiro é este: Ouve, ó Israel! O Senhor nosso Deus é o único Senhor. 30Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma , de todo o teu entendimento e com toda a tua força! 31 O segundo mandamento é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo! Não existe outro mandamento maior do que estes”.

32O mestre da Lei disse a Jesus: “Muito bem, Mestre! Na verdade, é como disseste: Ele é o único Deus e não existe outro além dele. 33 Amá-lo de todo o coração, de toda a mente, e com toda a força, e amar o próximo como a si mesmo é melhor do que todos os holocaustos e sacrifícios”. 34 Jesus viu que ele tinha respondido com inteligência, e disse: “Tu não estás longe do Reino de Deus”. E ninguém mais tinha coragem de fazer perguntas a Jesus.

Covid-19: Orientações e avisos

Novas orientações da Arquidiocese de Brasília

Válidos até 5/4 ou enquanto vigorar o Decreto do GDF nº 40.539

SUSPENSAS as missas presenciais e celebrações litúrgicas. Católicos estão dispensados do compromisso de participar das missas (Cân. 1248, § 2º). Igrejas continuam abertas para oração, sem aglomerações.

SUSPENSOS os encontros de catequese, cursos de formação, assembleias, retiros, encontros pastorais e quermesses.

SUSPENSOS os “mutirões” de confissões da quaresma e mantidos os horários normais de confissão, evitando aglomeração.

Devem ser ADIADOS os batismos e crismas, até novo comunicado ou remarcados para o 2º semestre.

Os matrimônios, devem ser DIALOGADOS com os noivos para o possível adiamento.

REDOBRADOS os cuidados com a higienização dos templos e recintos paroquiais, disponibilizando álcool gel para a higienização das mãos.

Veja o texto completo do comunicado da Arquidiocese: NOVAS ORIENTAÇÕES PASTORAIS NA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA – COVID-19

Coronavírus: 4 avisos importantes

Como medidas de prevenção da propagação do coronavírus (Covid 19), a Paróquia Nossa Senhora da Assunção (Águas Claras) informa que:

  1. O mutirão deconfissões pela Quaresma está cancelado.
  2. As catequeses, reuniões das pastorais e dos grupos estão temporariamente suspensas.
  3. As missas e confissões estão mantidas nos horários normais, seguindo os devidos cuidados com higiene e contato.
  4. Pessoas com saúde debilitada, idosos e enfermos ficam desobrigadas de participar das missas dominicais (devem permanecer em oração pessoal, conforme Cân.1248, §2º do Direito Canônico).

Esteja atento também às orientações e deliberações das autoridades de saúde pública. 

Continuemos a rezar pela superação desta pandemia e, de modo especial, pelas vítimas e por aqueles que estão a serviço dos doentes.

Encontro de Preparação para a Vida Matrimonial

Na paróquia N. Sra. da Assunção adotamos uma metodologia de preparação para o Matrimônio que busca propiciar ao casal um momento de reflexão profunda e de verdadeiro discernimento por meio de encontros semanais, num clima de diálogo, de amizade e de oração.

Seguindo as recomendações dos órgãos de saúde, em concordância com as orientações arquidiocesanas, os Encontros de Preparação Matrimonial estão suspensos.

Dúvidas podem ser encaminhadas para o e-mail da Pastoral Familiar de nossa paróquia: pastoralfamiliar.nsassuncao@gmail.com

Fique atento também aos canais de comunicação da Paróquia no Instagram e Facebook.